fbpx

SEO para E-commerce: venda mais em 2022

por Tezus em 10/03/2022 min de leitura

Otimização orgânica reduz custos com mídias e atrai clientes qualificados para o site.

Já imaginou divulgar o seu e-commerce sem precisar investir em mídia e obter leads qualificados para o seu negócio? Essa ideia pode até parecer cena de filme ou um sonho impossível. Mas com o uso da técnica de SEO isso pode se tornar verdade, pois você consegue alavancar seu site organicamente e obter excelentes posições no rankeamento dos sites de busca.

SEO é a sigla em inglês para Search Engine Optimization, ou, no bom português, é a “Otimização dos Sistemas de Busca”. Trata-se de uma série de técnicas e ações que visam melhorar o posicionamento de um site nos resultados dos buscadores como o Google e Bing, por exemplo.

“No e-commerce, esse é o processo para tornar a loja virtual mais visível e, de forma orgânica, deixá-la no topo das listas de pesquisas” (Neipatel). Ou seja, é uma técnica utilizada para auxiliar na sua classificação do rankeamento dos buscadores, colocando você em destaque para os clientes.

E não é necessário investir para que sua página esteja em destaque. Basta seguir algumas orientações e regras do SEO para transformar o posicionamento do e-commerce.

 

Mas por que apostar em mídia orgânica e não em anúncios?

Uma pesquisa da Sixtrix mostrou que apenas 10% de todos os cliques são destinados a páginas de anúncios. E que a maior parte do baixo desempenho dos sites advém dos links patrocinados.

Com isso, podemos afirmar que investir no SEO é mostrar que você está interessado no comportamento do consumidor e quer suprir as suas necessidades, proporcionando uma experiência única para ele.

Além disso, otimizar os mecanismos de busca fará com que você reduza os custos com mídia paga e possa encontrar tráfego qualificado. Ou seja, pessoas com real interesse pelo seu produto ou serviço.

 

5 dicas básicas de SEO para e-commerce

1- Use palavras-chave no funil de vendas

Para que seu e-commerce seja encontrado com mais facilidade, é recomendado que você vincule algumas palavras-chaves à página. Isto é, conseguindo classificá-la por temas, produtos ou serviços, fica ainda mais fácil do cliente encontrar o que mais precisa.

Ferramentas como o Google Keyword Planner, o Answer the Public e o Ubersuggest podem ajudar nesse processo de pesquisa.

“Seu site deve atrair tráfego em todas as etapas da jornada de compra, utilizando desde palavras Head Tail (como “geladeira”), quando o consumidor ainda está em início de pesquisa, até as Long Tail (como “geladeira brastemp frost free frete grátis”), quando ele já está mais decidido” (Rockcontent).

 

2 - Aposte em heading tags e meta description

As heading tags são códigos utilizados para identificar os títulos, subtítulos e intertítulos de um texto. Normalmente, o h1 representa o título de abertura, já o h2 e h3 são intertítulos. Todos sempre focados em utilizar as palavras-chaves em suas composições.

Neste texto, por exemplo, temos as heading tags representadas por:

  • h1 = “SEO para E-commerce: venda mais em 2022”
  • h2 = “5 dicas básicas de SEO para e-commerce”
  • h3 = “Use a palavras-chave no funil de venda”

Já a meta description se caracteriza como o texto descritivo que acompanha o título da página nos resultados de busca. É aquele textinho clássico que acompanha os destaques, logo abaixo do título da matéria.

 

3 - Otimize as imagens

Já dizia o ditado: “uma imagem vale mais que mil palavras”. E no e-commerce a imagem do produto é fundamental para o poder de decisão de compra do consumidor. Por isso, para aproveitar o potencial das imagens em SEO, é preciso usar as tags corretamente.

“A tag <alt> indica o texto alternativo que aparece caso a imagem não seja exibida, e a tag <src> refere-se ao nome original do arquivo (nome-do-arquivo.jpg).

Com uma descrição clara e informativa, o Google é capaz de entender os elementos visuais que compõem esse arquivo” (Rockcontent).

 

4 - Capriche na descrição dos produtos

Sabe aquela aba de descrição do produto? Ela não está ali como mero enfeite do site. É preciso trazer os dados descritivos de forma detalhada para que o cliente tenha certeza do que está adquirindo. 

Evite textos padrões repassados por marcas, pois eles farão parte de vários campos descritivos de diferentes sites. Se você quer se destacar, seja original.

 

5 - Use URLs amigáveis

As URLs (ou os endereços do site) devem ser descritivas, curtas, diretas e compreensíveis para que tanto os buscadores como os consumidores consigam encontrar o seu site facilmente.

Se a sua loja virtual é focada em roupas femininas, uma boa URL para uma blusa rosa pode ser: meue-commerce.com.br/blusas/blusa-rosa.

Lembre-se que os endereços precisam estar descritos separados por hífens. Evite utilizar caracteres especiais (*&%@), bem como números e letras soltas. Exemplo: meue-commerce.com.br/blusas/blusa@rosa12.

 

Adequação ao SEO

Quer saber um pouco mais sobre SEO e como adequar a sua página a essa técnica? A Tezus verifica se seus textos e fotos estão colocando seu site nas melhores posições do Google.

Faça contato com a equipe ou acesse nosso site e saiba mais.

 

Somos Expert em Soluções Magento

Há quase 10 anos no mercado, a Tezus desenvolve soluções customizadas de e-commerce com a melhor plataforma do mundo.

Saiba o que a Tezus pode fazer pelo seu e-commerce

FALE COM UM ESPECIALISTA