fbpx

Como o PIX está revolucionando os meios de pagamento?

por Tezus em 12/07/2021 5 min de leitura

O PIX está ganhando força no e-commerce. Para os lojistas que buscam aumentar a eficiência dos pagamentos e estimular a competitividade da sua plataforma de vendas, o PIX entra como um aliado. Afinal, este foi o objetivo da criação deste meio. Além disso, é um sistema seguro, que acompanha a tendência da digitalização financeira e agrada tanto quem compra quanto quem vende.

Mas a sua revolução nas transações vai além disso. Transferências instantâneas, baixo custo para pessoa jurídica e zero taxa para pessoa física são grandes diferenciais. Segundo relatório da Data Nubank, 49% das transferências entre pessoas físicas ocorreram fora do horário comercial. As mesmas, utilizaram o meio depois das 17h ou em dias não úteis. Possibilidades do sistema.

O cenário com PIX

Nos três primeiros meses, o PIX movimentou mais de 500 bilhões de reais. Além disso, teve grande adesão por parte das pessoas, em geral. No período foram 73,2 milhões de usuários cadastrados. Os dados são do Banco Central, autor da ferramenta.

Todavia, o movimento ainda está em crescente. Cartões de crédito e boletos ainda imperam, segundo informações da GMattos, divulgadas pelo Valor Econômico. A gratuidade e acessibilidade por parte das pessoas tende a motivar cada vez mais o uso em e-commerces.

Ademais, impacta diretamente no fluxo de caixa e organização das lojas virtuais. E a experiência do usuário é boa, já que o processo é simples, intuitivo e seguro para todas as partes.

Impactos do PIX no e-commerce

Da mesma maneira que se investe frete e descontos para atrair, o PIX é um aliado dos proprietários de e-commerce. Descontos maiores podem ser ofertados aos clientes que optarem pela opção de pagamento. Além disso, outros aspectos precisam ser observados.

Redução de custos

Além da redução de fraudes em boletos, comuns por conta da alteração do código de barras, não há mais o custo da própria emissão. A iniciativa estimula empresas de todo porte a ofertar o meio de pagamento. O que o torna um atrativo. 

Imediatismo nas transações comerciais

Os processos são mais ágeis. Isso por conta da substituição dos boletos e até mesmo o uso de cartão de crédito. Além disso, encerra o processo rapidamente, assim que concluído. Independente de horários.

Ganhos com o setor de logística

Por ser mais ágil, o processo facilita a logística da operação. Isso porque monitora em tempo real e preciso o estoque. A medida é bastante eficiente para promoções estratégicas e de grande movimentação, como a Black Friday.

Atrativo para novos e antigos clientes

A agilidade e praticidade do processo atraem novos clientes. Afinal, o meio é prático. E há muitas pessoas que preferem não realizar compras com cartões ou mesmo ter vínculo com bancos. Desta maneira, atende a esta parcela significativa. E, por fim, ainda impacta positivamente na experiência de compra, já que a ação é rápida e a entrega do produto consequentemente também.

Controle e organização do estoque

Com a logística otimizada, é possível diminuir o estoque mínimo. E isso pode ser feito sem deixar o cliente sem mercadoria. Assim, não haverá produtos demais nem de menos. Por isso, são evitadas perdas por falta de organização. E sem haver riscos de deixar o consumidor sem a mercadoria. Outro ponto importante aqui é a comunicação facilitada com o fornecedor.

Melhoria no fluxo de caixa

Um dos grandes ganhos do pagamento com PIX para os e-commerces é a situação do fluxo de caixa. Porque com a entrada mais rápida de dinheiro no caixa, há maneiras de viabilizar outras demandas. Os pagamentos a fornecedores podem ser feitos de forma antecipada. E essa agilidade se reflete nas compras futuras. Pois permite que se adquira produtos novos e matéria-prima.

Ou seja, se antes o dinheiro demorava para entrar na conta da loja, agora ele entra na hora. Isso reflete ainda na organização das marcas, que podem se preparar a curto prazo para o funcionamento padrão, mas também para ações especiais e estratégicas.

PIX: tendências e desdobramentos

Segundo informações divulgadas pelo próprio Banco Central, vem novidade por aí. A ideia é que em breve surjam iniciativas como o Pix Cobrança. A proposta é que se permita que empresas e microempreendedores emitam um QR Code. Este recurso serviria para cobrança de uma fatura com data determinada. Um boleto digital, sem alguns dos custos do tradicional boleto.

Outra proposta é o Pix Garantido. Com ele será possível o parcelamento de compras, do mesmo modo que ocorre com cartões de crédito. A expectativa é cada vez mais apostar na inovação para estimular o consumo online. A onda on-line para as transações financeiras, de fato, veio para ficar. 

O Pix é, portanto, uma ferramenta muito eficiente para o e-commerce. Não incluí-la enquanto forma de pagamento em lojas virtuais é perder não apenas vendas como possíveis clientes. O sistema de pagamento é um aliado. Mas para isso, é fundamental que a plataforma de vendas esteja adequada para receber maior tráfego. Ou seja: preparar seu e-commerce para vender mais. Converse com a equipe Tezus, especialista em e-commerce, para te auxiliar!

Somos Expert em Soluções Magento

Há quase 10 anos no mercado, a Tezus desenvolve soluções customizadas de e-commerce com a melhor plataforma do mundo.

Saiba o que a Tezus pode fazer pelo seu e-commerce

FALE COM UM ESPECIALISTA