fbpx

Como a pandemia impulsionou o e-commerce no Brasil?

por Julio Lazzaron em 12/10/2020 2 min de leitura

Com fatores como o isolamento social, provocado pela pandemia, aderir ao comércio online foi a única forma de muitas lojas sobreviver. Nesse sentido, o e-commerce teve um crescimento exponencial, tanto em número de estabelecimentos quanto de vendas.

De acordo com uma pesquisa realizada pela SumUp, entre os meses de março e junho de 2020, período em em que a maior parte do comércio físico estava fechado devido a pandemia, a presença de lojas na internet para vender seus produtos onlie subiu de 35% para 70%. Por isso, veja a seguir mais informações importantes sobre o assunto.

Dados importantes sobre e-commerce no Brasil

Em média, a pesquisa da SumUp concluiu que o aumento mensal de e-commerces no Brasil foi de 400% ao mês no último semestre. Alguns setores tiveram destaque de acordo com a ABComm, sendo esses:

  • Produtos relacionados à moda;
  • Ramo de alimentos;
  • Mercado de serviços em geral.

Entre os setores que mais tiveram destaque de crescimento no e-commerce do Brasil está o de eletrônicos. Com relação ao mês de abril, em maio a área teve um aumento de 126,9%, com movimentação de mais de 9,4 bilhões de reais. Em junho, referente ao período do Dia dos Namorados, o faturamento desse mercado alcançou mais de 6,4 bilhões de reais, aumentando 117%. Mas os dados positivos não se restringem a esses produtos e serviços.

Outras informações de destaque

No caso de lojas físicas que não possuíam espaços virtuais para venda, os resultados também foram positivos. A Magazine Luiza, por exemplo, uma das maiores redes de lojas do Brasil, aproveitou o momento e consolidou sua presença online. Além disso, quanto ao comportamento do público com o e-commerce, de acordo com um levantamento da Kantar:

  • 68% dos brasileiros decidiram comprar online por medo da pandemia;
  • 75% escolheram essa modalidade de consumo para economizar tempo;
  • 54% acreditam que comprar no e-commerce é melhor que comprar em loja física.

Diante dessas informações, você pode perceber como a pandemia trouxe mudanças significativas e fortaleceu o e-commerce no Brasil.

Perspectivas interessantes para o futuro

Junto com esses dados, há também outra informação importante para você. Essas pesquisas indicam que mesmo após a pandemia os brasileiros tendem a continuar comprando em e-commerces.

De acordo com dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, 70% das pessoas ouvidas pela entidade vão continuar comprando no comércio online, como faziam presencialmente antes da pandemia. Isso tudo estará refletido em diferentes perspectivas, como mais itens e bens de consumo adquiridos para serem aproveitados em casa.

Assim sendo, é muito importante aproveitar essas tendências e mudanças em padrões de compras ao seu favor. O e-commerce no Brasil seguirá forte e consolidado. Por isso, as empresas que foram capazes de integrar-se ao meio virtual terão grandes vantagens. Tudo é uma questão de acompanhar as constantes mudanças e evoluções e usa-las ao seu favor.

Somos Expert em Soluções Magento

Há quase 10 anos no mercado, a Tezus desenvolve soluções customizadas de e-commerce com a melhor plataforma do mundo.

Saiba o que a Tezus pode fazer pelo seu e-commerce

FALE COM UM ESPECIALISTA